segunda-feira, 31 de Outubro de 2011

Oie , voltei!

Tive muito tempo fora, só hoje quando reparei nas estatísticas. Vocês continuavam a visitar o blog mesmo que tinha estado desactualizado.

Não sabia que gostavam do meu blog... Foi uma surpresa quando vi um número grande de visitas e realmente quero que visitem porque é um blog de conhecimento.

:)

sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

Gato Maine Coon


Maine Coon é o gato americano de pelo longo.

Foi reconhecido primeiramente como raça no estado do Maine nos EUA, onde era valorizado e muito reconhecido por sua habilidade em caçar ratos.

A própria natureza o moldou como um gato forte e robusto, para suportar os invernos severos e a grande variedade de temperaturas da região, assim como o trabalho árduo de caçar ratos em fazendas.

Sua natureza amável, docilidade e inteligência são bem reconhecidas.
Se dão bem com crianças e cães. Gostam da companhia humana.

O que mais impressiona na raça, além da sua beleza, é o seu tamanho, que pode chegar ao triplo de outras.
Um macho pode chegar a pesar 11 kg. Seu comprimento supera os 50 cm, sem contar a cauda.
As fêmeas pesam de seis a sete quilos, e as maiores chegam a atingir oito ou nove quilos.

Seu pêlo é sedoso ao toque e a cor de pelagem tigrada é a mais frequentemente vista.

QUER SABER MAIS SOBRE ESTA RAÇA MAGNIFICA ACESSE AQUI the Maine Coo

Gato Exótico

Exótico é um Persa de pêlo curto.

A raça Persa é uma das mais conhecidas e queridas, mas requer escovação diária para manter seu pelo bonito. Muitas pessoas gostariam de ter um Persa, mas não podem dispor de tempo para esse trabalho.
Sendo assim, para quem gosta de Persa mas quer um gato menos trabalhoso, essa é a raça ideal.

O seu pêlo é característico e dá a ele uma aparência fofa, como a de um ursinho de pelúcia.

Seu pêlo não necessitada de tanta escovação e não embaraça.

Seu temperamento é calmo, praticamente não mia, é doce, pacífico e leal.
São extremamente afetivos e pedem por atenção, sentando em frente ao dono e olhando-o nos olhos.
Pulam no colo para uma soneca, ou esfregam o nariz no seu rosto. Alguns sobem no ombro e o abraçam.

Costumam seguir o dono de um cômodo a outro da casa, apenas para estar junto.

Adoram brincar. Gostam de correr atrás de bolas de papel, ou observar objetos em movimento.
Continuam gostando de brincar, mesmo depois de adultos.

O macho geralmente é mais afetuoso do que a fêmea.

Sua maturidade é mais tardia do que outras raças, mas seus filhotes são precoces.


Egyptian Mau é uma raça fascinante, não só pela sua aparência e temperamento, mas também por sua história.

Mau em Egípcio quer dizer “gato”.

Essa raça é documentada desde o antigo Egito. Alguns estudiosos acreditam que a raça descende de uma espécie de gato selvagem africano, domesticado pelos egípicios.

O seu papel na religião, mitologia e na vida do Egito, demonstra o quanto são queridos. Eram adorados como sagrados, tidos como animais de estimação, protegidos pela lei e mumificados pelos seus donos quando morriam.

A raça chegou à América do Norte em 1956, através de uma princesa russa exilada.

É a única raça de gato doméstico que possui manchas naturais.

É extremamente inteligente, apegado e dedicado à sua família humana.

São calmos e costumam expressar alegria vocalizando melodiosamente e abanando sua cauda rapidamente.

Seu corpo é elegante, com manchas distribuidas de forma aleatória. Seus olhos são verdes e expressivos, as linhas na sua máscara lhe dão um ar preocupado. Sua corrida é graciosa como o de um Guepardo.

Seu pelo pode ter 5 cores: prata, bronze, esfumaçado, preto e azul.

Gato Bobtail Japonês

Os primeiros gatos domésticos que chegaram ao Japão vieram da China e provavelmente da Korea há no mínimo 1.000 anos atrás.

Somente em 1968 o Bobtail chegou aos EUA importados do Japão. Todos os exemplares da raça, no mundo, descendem de ancestrais nascidos no próprio Japão.

Eles podem apresentar pêlo curto ou longo.
São fortes e saudáveis, os recém-nascidos são maiores do que os de outras raças e costumam se desenvolver mais rapidamente também. Seus filhotes são resistentes à doenças e com baixa taxa de mortalidade.

São ativos, inteligentes e "faladores", adoram a companhia humana e gostam de andar no ombro dos donos.
Não se estressam com facilidade, tolerando bem viajens, exposições e se dão bem com outros animais e crianças.

Sua cauda pequena é característica da raça, sendo única e individual, como uma impressão digital.
Não existem duas caudas iguais.
A cauda não deve ter mais do que 3 polegadas e se harmonizar com o resto do corpo.

Uma verdadeira beleza!!

British Short Hair


Considerada a raça inglesa mais antiga.
Quando o Império Romano invadiu a Bretanha há 2 mil anos atrás, levou junto com suas tropas, gatos que iriam se adaptar perfeitamente ao solo britânico, ajudando a combater roedores nas cidades e nos campos. Assim surgiu a raça British Short Hair.
Sua primeira apresentação em uma exposição foi em 13 de março de 1871, no Cristal Palace de Londres.
A princípio o valor da raça estava na sua resistência física e em sua habilidade para caçar, mas logo também foi reconhecida por sua lealdade ao dono e seu temperamento calmo.
Por ser extremamente inteligente, é a raça preferida de treinadores para filmes em Hollywood e comerciais de televisão.
De porte compacto, tamanho médio a grande, com aparência robusta e forte, cabeça maciça, nariz curto, olhos grandes e redondos, peito largo e pescoço, pernas e rabo curtos.
A cor dos olhos, do nariz e das almofadas plantares deve combinar com a coloração predominante da pelagem.
Sua pelagem é abundante, suporta tanto temperaturas extremamente frias como as elevada, neste caso, ocorre a queda mais acentuada de pêlos.
É meigo e sociável, bom companheiro, carinhoso. Se apega facilmente a quem lhe dá amor e carinho. Não costuma miar e quando o faz é num tom baixo.
Muito brincalhão quando jovem e mais sossegado quando adulto.
Suas cores são todas as sólidas, escamas de tartaruga, tabbys (tigrados), silvers (prateados) e particolors.

Gato Birmanês

gato_sagrado1.jpg image by sissy2_album

O Birmanês ou Sagrado da Birmânia foi reconhecido como raça no início do século 20.
Muito sensível e apegado ao dono, sofre de melancolia e depressão se o dono se ausentar por muito tempo. Já com relação a estranhos é reservado e não permite que o toque, chegando a rosnar e morder caso haja insistência.
Seu tamanho deve ser médio; corpo ligeiramente longo; pés redondos; estrutura forte, bochechas redondas; testa pouco arredondada; nariz médio sem stop; orelhas pequenas mas não tanto quanto as do Persa, inseridas bem separadas; olhos azuis, ligeiramente ovais. Pelagem com textura sedosa e semi-longa e com pouco subpêlo. As pontas (face, orelhas, cauda, pernas e genitais) de coloração mais escura
em contraste com a cor creme ou bege do corpo. O branco (simétrico) das 4 patas brancas deve ir até a articulação com as pernas.
As marcações nas extremidades só aparecem com 4 a 5 meses de idade.
São reconhecidas 17 cores subdivididas em 4 grupos - Point (Red, Seal, Blue, Chocolate, Lilac e Cream), Tortie Point (Seal), Tabby Point (Cream, Seal, Blue, Chocolate, Lilac e Red) e Tortie Tabby Point (Seal, Blue, Chocolate e Lilac). Essas cores devem ser lisas e contrastar bem com o corpo. São indesejáveis manchas brancas na barriga e nos genitais, partes escuras das patas e peito e luvas subindo muito por trás das patas.